O poder da recomendação e o verdadeiro “networking”

LinkedIn-Recommendations

Na vida profissional não há nada mais relevante do que os relacionamentos e a consequente capacidade de gerar negócios, baseados na confiança e na credibilidade, uma via de duas mãos… No contexto das relações humanas, é sabido que é “dando que se recebe”… a atitude “servidora” amplifica os resultados, doe com amor e receberás tudo em dobro…

Quando se tem boa vontade tudo fica mais fácil

Não é raro observarmos as pessoas torcerem o nariz quando pedimos alguma indicação… parece até que estamos levando um contrato de fiança ou mesmo pedindo muito dinheiro emprestado… uma sensação, de certa forma, muito desagradável…

Na verdade não se trata de uma mera indicação, o que se espera no fundo é uma recomendação… E recomendação é coisa muito séria, uma chancela que garante a procedência e a honestidade da oferta.

Só se deve solicitar recomendação daqueles que verdadeiramente confiam em você e que, sem subterfúgios, corroboram as mensagens que deseja transmitir.

A legitimidade da relação

A relação legítima é aquela que percebe o valor da sua proposta, isenta, concreta, capaz de atender reais necessidades, ou seja, resolve algum problema específico e gera benefícios tangíveis dentro daquilo que se propõe.

Não é exatamente um favor, muitas vezes o favor maior quem leva é você, pois provavelmente entrega algo útil e necessário para alguém que precisa… uma oportunidade que, muitas vezes, de outra forma, não seria percebida.

Percepção de valor

As pessoas tem necessidades que nem sabem… Muitos acham que estão protegidos, mas não estão… São crenças limitantes que impedem a percepção das vulnerabilidades a que estão expostos, sem ajuda é muito mais difícil perceber…

É um tema que tem viés comportamental… esconder a fatura embaixo da bandeja não irá eliminar a conta… uma hora ela será cobrada!

A missão é ajudar as pessoas

A missão é ajudar as pessoas e isso pode ser feito de diversas maneiras, com produtos, soluções ou qualquer iniciativa que contemple algum problema ou situação adversa que demande melhorias.

Pode ser preventivo, visando mitigar algum risco, ou pontual, para reverter alguma situação negativa. Pode envolver soluções de prateleira ou ‘taylor made’, especificamente desenhada para determinado caso, conforme contexto específico.

Sempre há algo para agregar

Raramente encontramos um potencial cliente que não se enquadra em nenhum modelo de melhoria, mesmos aqueles que negam haver qualquer inadequação ou vulnerabilidade, o fazem segundo critérios muito pessoais, sem real sintonia com a racionalidade que muitas vezes o tipo de decisão exige.

Diante do possível cliente, recomendado por alguém, isso é indiferente, a proposta se resume a entender o contexto do cliente e eventualmente apresentar possíveis propostas de melhorias, só isso!… O pastor tem a obrigação de levar o animal até a beira do rio, beber da água cabe apenas ao animal…

Apenas recomende aquilo que acredita (ou quem você confia)

Se realmente crê na legitimidade da solução ou confia naquele que a apresenta, então não haverá razão para esquivar-se de recomendar, isso com certeza manterá o seu “networking” elegantemente ativo… o resto não deve ser preocupação sua…

Pense nisso!

Anúncios